LiveZilla Live Chat Software

Resenha de Coisas do Brechó por Giulia Ladislau

 

Uma viagem às décadas de 60 e 70 com música, dança e humor. Assim é “Coisas do Brechó”, idealizado e estrelado por Fátima Bernardes Leite, mais conhecida como Fatinha de Inhaúma. Ela canta, dança e interpreta com disposição de dar inveja a muita garotinha.

 

Osvan Costa e Paola Castilho são o casal de apoio, fazendo as maiores graças e dando interpretações visuais às músicas já tão conhecidas. Os três usam uma roupa base preta e complementam o figurino com os elementos do cenário – que realmente parece um brechó – para caracterizar os personagens e cantores.

 

A ideia é reproduzir um programa de rádio ou televisão, com músicas que fizeram sucesso intercaladas por jingles que grudam na cabeça e te fazem lembrar a marca mesmo anos depois. É o caso da Poupança Bamerindus, Cremogema, Café Capital e outras mais. São 70 minutos em que você não consegue ficar parado, nem que seja pra bater uma palma ou dar uma boa risada.

 

Mesmo nós, mais jovens, conseguimos reconhecer vários artistas homenageados, como Chacrinha, Roberto Carlos, Dercy Gonçalves, Nelson Ned, Rosana, Wanderléa, Erasmo Carlos... E quem nunca ouviu “pare de tomar a pílula”, “por favor, pare agora”, “sorria, meu bem”, “eu já nem me lembro quanto tempo faz, mas eu não me esqueço que te amei demais”?

 

Confesso que fiquei sem entender metade das referências, mas deu gosto de ver a plateia rindo, interagindo, aplaudindo, cantando e dançando, reacendendo memórias e revivendo a juventude. Cheguei a ouvir um “todo mundo fazia isso”, “nossa, era assim mesmo” e “ela tá igualzinha”. As gargalhadas foram a certeza de que o espetáculo agradou.

 

A música ao vivo possibilita uma maior interação entre os atores e a plateia. Ernesto Rios (guitarra), Claudio Xerez (baixo), Rodrigo Borba (bateria) e Yan Guimarães (teclado) compõem a banda e ainda cantam no backing vocal.

 

Pra fazer essa viagem no túnel do tempo, você precisa ser rápido. A peça fica em cartaz até o dia 06/03, às sextas, sábados e domingos (exceto dia 26), às 20h, no Teatro Municipal Café Pequeno. Vejam todas as informações do espetáculo e imprima seu desconto clicando aqui. Ah! Não posso deixar de destacar que delícia é o local, bem aconchegante, com mesas e um bar para você aproveitar e pedir um petisco e uma bebida.

 

E me desculpe discordar, Nelson Ned, mas nem tudo passa, nem tudo passará. O que vi hoje é que tem muita coisa – que algumas pessoas até podem ver como coisas de brechó – que fica. E ficará para sempre!

 

Por Giulia Ladislau

Peça Coisas do Brechó / Temporada de Fevereiro de 2016

Envie você também sua resenha! Clique aqui e entre em contato conosco.

 

* Independente das críticas profissionais, sugerimos que assista aos espetáculos e faça suas próprias críticas.
* Acesse a e veja também a opinião do público geral nos comentários.

 

 

 

Quem casa quer casa ou quer sexo?
Essa e muitas outras perguntas são respondidas por Carlos Simões e Drika Matos na peça "Os homens querem casar e as mulheres querem sexo", ou pelo menos eles tenta...
3 Vezes Clara
O Rio no Teatro foi conferir o espetáculo teatral "Deixa Clarear" e o que pudemos constatar é que se trata de um excelente musical na qual a imortal Clara Nunes é ...
Utopia, até onde é bom?
Imaginem um país onde existam poucas leis, e que essas leis sejam simples, básicas e de fácil compreensão. Imaginou? Então, a peça Utopia D - 500 anos d...
A Celebração do Homem
A celebração do homem   Tem toda a razão aquele que diz que “A descoberta das Américas” é um dos melhores espetáculos ...
PUBLICIDADE
TRANSAMÉRICA 101,3
RNT - ANUNCIE AQUI
Pescadores de Almas: Arte da Alma
Pescadores de Almas é inspirado na biografia da médium Walkiria Kaminski. O monólogo relata o contato mediúnico e a experiência do suic&iacut...
YANK | Hugo Bonemer interpreta um correspondente de guerra em musical que trata da homoafetividade na 2ª Guerra Mundial.
Depois de interpretar o personagem Augusto, na primeira fase da novela “A Lei do Amor”, da Rede Globo, Hugo Bonemer está nos preparativos finais para viver o personagem Stu, u...
Clássico Romeu e Julieta de volta à programação teatral carioca em ótima montagem
“um nome para romeu e julieta” é a versão adaptada e dirigida por Dani Lossant para o original de William Shakespeare. A montagem, que tem Andrêas Gatto, Daniel C...
Para ver muitas vezes e aplaudir sempre!
“Estamira – Beira do Mundo”, que foi a sensação do teatro carioca entre 2011 e 2012, está de novo em cartaz para a beleza da programação da c...
PUBLICIDADE
Não Vamos Pagar - Comédia imperdível!
Comédia imperdível! “Não vamos pagar” é uma deliciosa comédia que está em cartaz no Teatro do Sesi, no centro do Rio, até 14 ...
O detalhe que constrói o sucesso
Se o teatro pudesse ser comparado a uma casa, o lugar onde Guilherme Leme e Jô Bilac moram seriam aquelas casas cheias de bibelôs e toalhas de crochet, pratos pendurados na parede, p...
PUBLICIDADE
TRANSAMÉRICA 101,3
RNT - ANUNCIE AQUI
NEWSLETTER e Notificações
Cadastre seu e-mail e receba em primeira mão conteúdo exclusivo do teatro carioca, descontos e promoções
Nome
E-mail
 
PUBLICIDADE
GOOGLE+
FACEBOOK
PUBLICIDADE