LiveZilla Live Chat Software

Irmã Selma e seu Terço Insano

 

Octávio Mendes brilha com humor peculiar e personagens inusitadas

 

A noite chuvosa não atrapalhou o público que marcou presença no Teatro das Artes para conferir um espetáculo inédito na capital Fluminense, “Irmã Selma e Seu Terço Insano”. A comédia, escrita e dirigida por Otávio Mendes, traz personagens como: Mônica Goldstein, a apresentadora de um programa sensacionalista, Walmir, um ex-gay, a cantora Xanaína, Maria Botânica, uma atriz e cantora, além da Irmã Selma, uma freira humorista.

 

O espetáculo traz um mix de personagens que arrancaram gargalhadas do público paulista durante a participação de Octávio Mendes no famoso “Terça Insana”. O humorista trabalha com a mesma base de maquiagem e vai trocando seus adereços de cena e figurinos durante a execução da peça. Octávio consegue conquistar o público logo em sua entrada com Walmir, o ex-gay. O humorista tem um ritmo e um tempo de humor muito diferente do habitual em stand-ups e espetáculos de quadros. Octávio Mendes trabalha com pausas e utiliza a comédia também no silêncio. Sua forma particular de fazer rir gera um clima de suspense em todo o teatro, que participa de cada quadro. A plateia se mostra extremamente a vontade com o desenrolar das personagens e participa: Grita, brinca e também sobe no palco.

 

O que mais me chama atenção na montagem, além da fabulosa concepção dos personagens e textos criativos é a solução dada para as entre cenas. A direção de Otávio Mendes busca apoio na narração em off e recursos como um pequeno teatro de bonecos com suas personagens se apresentando ali como fantoches.

 

A iluminação colabora com o trabalho do ator em todos os pontos e a sonoplastia ajuda nas passagens entre uma cena e outra com maestria, concedendo mais ritmo para o espetáculo. A caracterização das personagens ajuda na apresentação das mesmas e tudo em cena tem utilidade, nada está ali por acaso.

 

A direção de Octávio Mendes tem uma proposta interessante para este tipo de montagem, não beira o escracho e trabalha os pontos positivos do ator, no entanto optar por uma direção de cena deixaria o espetáculo ainda mais amarrado.

 

Octávio Mendes e suas tantas personagens merecem ser prestigiados e aplaudidos pelo público carioca. O Rio No Teatro indica!

 

* Independente das críticas profissionais, sugerimos que assista aos espetáculos e faça suas próprias críticas.
* Acesse a e veja também a opinião do público geral nos comentários.

 

 

 

Clássico Romeu e Julieta de volta à programação teatral carioca em ótima montagem
“um nome para romeu e julieta” é a versão adaptada e dirigida por Dani Lossant para o original de William Shakespeare. A montagem, que tem Andrêas Gatto, Daniel C...
Para ver muitas vezes e aplaudir sempre!
“Estamira – Beira do Mundo”, que foi a sensação do teatro carioca entre 2011 e 2012, está de novo em cartaz para a beleza da programação da c...
Não Vamos Pagar - Comédia imperdível!
Comédia imperdível! “Não vamos pagar” é uma deliciosa comédia que está em cartaz no Teatro do Sesi, no centro do Rio, até 14 ...
O detalhe que constrói o sucesso
Se o teatro pudesse ser comparado a uma casa, o lugar onde Guilherme Leme e Jô Bilac moram seriam aquelas casas cheias de bibelôs e toalhas de crochet, pratos pendurados na parede, p...
PUBLICIDADE
TRANSAMÉRICA 101,3
Excelente: Paulo Mathias Jr. é O Cara
Paulo Mathias Jr. está ao lado de Dani Barros no pódio das melhores interpretações do ano em monólogo, ela em um drama-documentário e ele em u...
Resenha de Coisas do Brechó por Giulia Ladislau
Uma viagem às décadas de 60 e 70 com música, dança e humor. Assim é “Coisas do Brechó”, idealizado e estrelado por Fátima Bernardes L...
Resenha Queimando o Filme por Giulia Ladislau
Nunca tinha ouvido falar do Fabio Rabin, mas se é stand-up a gente quer ir pra rir. Dito e feito! Se você não conhece o tipo de espetáculo, é bem simples: um hu...
Brimas - Ótimo início de temporada teatral carioca
“Brimas” dá a 2016 um ótimo início de temporada teatral carioca   “Brimas” celebra a amizade que atravessa as diferenças e ajuda ...
PUBLICIDADE
Monólogo tocante é cheio de méritos
"Mamãe" é o monólogo em que Álamo Facó, a partir do processo investigativo por ele chamado de "A síntese do relevante", apresenta al...
Sem se propor a muito, uma comédia com resultado positivo
"Casar pra quê?”, apesar de ser mais uma entre zilhões de comédias cujo tema é a diferença entre homens e mulheres e cujo formato percorre o casament...
PUBLICIDADE
TRANSAMÉRICA 101,3
NEWSLETTER e Notificações
Cadastre seu e-mail e receba em primeira mão conteúdo exclusivo do teatro carioca, descontos e promoções
Nome
E-mail
 
PUBLICIDADE
GOOGLE+
FACEBOOK
PUBLICIDADE