Os contos que trago - SEM INFORMAÇÕES


Sinopse:

Os Contos que trago, chega ao Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas, no sábado, 06 de abril, às 19h.
 
O espetáculo é uma adaptação do livro homônimo e fala das ações miúdas acontecendo nesse exato momento que dificilmente percebermos, até que elas ocorram conosco.
 
Num formato do teatro do absurdo, “Os Contos que Trago” tem como característica unir comicidade ao sentimento de perda de referências do homem.
 
“Dessa forma, por meio de recursos como situações banais, frases feitas, movimentos repetitivos e construções sem sentido, criamos um universo que, apresar de absurdo, tem conexões com o nosso cotidiano. O enredo, muitas vezes, é quase inexistente, sobrando como estrutura o constante circular de situações gerais.”, afirma Júlio Luz que assina a supervisão cênica do espetáculo.
 
Os Contos que Trago ...
A filha sempre chegava da escola ao meio dia e isso acalentava e enchia de orgulho o coração dos pais, acreditando que estavam fazendo a coisa certa. O mesmo sentimento tinha Antônio em relação a Lisa, sua dedicada esposa. Até que, ao tomar banho após um quente dia de trabalho, encontrou um negro e crespo pelo em seu sabonete branco. E Antônio, que não tem pelo algum em todo o seu corpo por causa de um trauma de infância, passou a desconfiar da santa esposa. Também temos Artemisa que é o orgulho da mãe extremamente religiosa, mas que sonhava em pular seu primeiro carnaval e conhecer a festa da carne. Um macro universo chamado Baixada Fluminense onde convivemos com o lixo e o luxo, com pretos velhos e pastores, racistas e militantes, tarados assumidos e hipócritas covardes. O certo e o errado que existe dentro de todos nós.
 
Ao escrever o livro, Humberto Assumpção desejava se expressar. “Depois de anos dentro em uma bolha depressiva, a saída encontrada foi a escrita e assim nasceu o livro e, posteriormente, a peça. E para o palco o autor/diretor leva esse conceito: as diferentes formas de se comunicar, de tocar as pessoas através das histórias encenadas.”, afirma Humberto Assumpção.
 
Os Contos Que Trago marca a primeira experiência na direção de um espetáculo teatral. Um processo tortuoso, irritante e ao mesmo tempo iluminado. Com o auxílio generoso Julio Luz, as portas da minha imaginação se abriram e pude sentir a liberdade de experimentar e desbravar o desconhecido. Tinha, infelizmente, o tempo como inimigo, mas tudo foi se encaixando e consegui estabelecer uma linha de raciocínio contínua, sempre contando com a opinião de todos mas defendendo meus pontos de vista. É incrível como um bastão metafórico pode te tirar o sono e criar pesadelos. Mas a experiência é emocionante e dá vontade de começar a criar novas ideias, novos conceitos, novos momentos.
 
Ficha Técnica:
Texto e Direção: Humberto Assumpção
Elenco: Maicon Carlos, Josy Louzada, Rycher Juan, Ipojucan Dias, Priscila Gonzaga, Bernardo Baumann e Humberto Assumpção.
Figurinos e Cenário: Júlio Luz e Kelly Regis
Visagismo: Clara Sanpi
Iluminação: Marcelo Ferreira
Mídias Sociais: André Caldas
Assessoria de Imprensa: JL Comunicação
Direção de Produção: Júlio Luz
Produção Executiva e Administração: Sergio Dias
Realização: Lamparina Produções Culturais



Duração: 65 minutos


Temporada:
Sem Informações!


Contato:
(21) 4042-6662 (Rio no Teatro)


Classificação:
Livre


Genero:
Drama




PUBLICIDADE
TRANSAMÉRICA 101,3
RNT - ANUNCIE AQUI
NEWSLETTER e Notificações
Cadastre seu e-mail e receba em primeira mão conteúdo exclusivo do teatro carioca, descontos e promoções
Nome
E-mail
 
PUBLICIDADE
GOOGLE+
FACEBOOK
PUBLICIDADE